Vamos com calma. O cérebro não nasce pronto!

A história da evolução é longa, longa mesmo. São milhões e mais milhões de anos para chegarmos neste modelo supermoderno que temos há apenas milhares de anos. Quando olhamos a estrutura craniana dos nossos antepassados, vemos que ela era absurdamente menor que a nossa. Ou seja, em poucas palavras, nosso cérebro aumentou.


A parte desenvolvida, que chamamos de córtex pré-frontal, dá para nós a “Ferrari” dos cérebros em comparação aos outros modelos. Esta região, que fica logo atrás da nossa testa, é responsável pela nossa regulação emocional,

tomada de decisões, controle de impulsos e outras tantas qualidades diferenciadas dos humanos.


Considerando o tempo em que esta região está sendo exercitada e toda a sofisticação desse “hardware”, ela não está madura até mesmo depois dos nossos 21 anos! Ela vai se construindo ao longo da infância e adolescência, e

as conexões desses circuitos são moldadas a partir das experiências pelas quais ela é exposta. Notícia boa! Podemos continuar todos os dias trabalhando neste sistema para que ele se forme, se conecte e se reconecte de maneira saudável. Qual é a sua estratégia para continuar “gerando” o cérebro dos seus filhos?





Sobre Kate Amaral - @1manasoficial

 

Kate Amaral é educadora certificada em Disciplina Positiva. Sua jornada teve início com a maternidade, e todos os aprendizados que a acompanham. Antes dessa experiência, Kate atuou com RH em diversas companhias multinacionais. Hoje, dedica-se exclusivamente ao desenvolvimento de pessoas, famílias e empresas na Disciplina Positiva.